24.12.05

Feliz Natal e Ano Novo

Estertores de 2005. Um ano pendurado por seus últimos tendões. Os últimos dias do ano costumam ser sempre iguais: dias iguais de anos diferentes. A clepsidra e suas últimas gotas. É hora de pensar em como se deu este ano.
Oxalá nossas reflexões nos apontem que este ano foi válido e dos mais bonitos. Há de ser assim porque merecemos isso.
Aos bons amigos e visitantes deste pequeno Museu deixo meus melhores desejos de que nossa memória futura deste ano de hoje seja das melhores e que, no próximo ano, nossas expectativas possam ser atingidas e superadas. Há de ser um bom ano. Divirtam-se! Feliz natal e ano novo!


______________________________________
Foto de Elliot Erwitt
Disco para ouvir neste fim de ano: Time Out, do Dave Brubeck Quartet

21 comentários:

carla disse...

Theo, para vc também!

Muitas felicidades! Um natal maravilhoso pra ti.

Milton disse...

Time Out? Tá bom. Nossa, acho que conheço nenhum dos teus discos estranhos...

Um feliz Natal para ti e os teus. Quanto a mim, 2005 foi boníssimo em alguns aspectos e péssimo em outros. Nunca será esquecido.

Um enorme abraço.

Theo G. Alves disse...

Carla,
muito obrigado!
Here's to life!
Feliz natal!

abraço!

Theo G. Alves disse...

Querido Milton,
o Time Out é pra mim um dos mais brilhantes discos da história do jazz, da música.

se o ano foi bom pra ti em alguns aspectos já se pode dizer de algo positivo. verdade que para mim o ano andou como para ti: bom e mau, como deve andar o ano de todo mundo...

o que temos agora, milton, deve ser a esperança.

grande abração pra ti também!
felicidades!

Márcia disse...

Feliz Natal, Theo. Tô morrendo de inveja de Antoniel que lhe conheceu ao vivo. ;)

Beijo-beijo daqui.

Theo G. Alves disse...

Márcia, obrigado!

foi ótimo conhecer o antoniel. é uma grande figura, além de grande poeta.

beijo daqui também!

Ronaldo disse...

Grande Theo!!! Um feliz ano novo para vc, muita paz, e que continue com esse espaço de auto nível cultural!! abraço!

Theo G. Alves disse...

Ronaldo, o novo ano há de ser fantástico pra todos nós: merecemos isso.
obrigado e um grande abraço.
mais felicidades ainda em 2006!

Francisco Sobreira disse...

Théo: Não gosto desse período natalino, até à vespera do Ano Novo, mas este ano, não sei explicar por quê, achei o Natal mais suportável. Vc fala que os últimos dias de um ano são sempre iguais aos dos anteriores. Mas vc não acha que todos os dias do ano são, geralmente iguais, pela rotina que nos avassala? Um abraço e um melhor 2006.

Theo G. Alves disse...

Sobreira, pra ser sincero, os dias de natal também não me agradam demasiadamente. tive boas lembranças de bons natais que, hoje infelizmente, não são mais que lembranças.
Neste ano tentei ser mais ameno quanto à minha acidez comum à esta época: um esforço válido, creio.
Acho mesmo que a maioria dos dias corre da mesma maneira que outros: a diferença está em alguns dias específicos, os dias (talvez 3 ou 4, 5 em um ano de sorte) que nos fazem achar que um ano foi melhor que outro. Mas há dias iguais, muitíssimos.
Um grande abraço e um melhor 2006 para nós! As melhoras são sempre bem vindas.

Celso disse...

O que desjar nesta época a não ser melhores dias. Os que passam são dias mortos, são escombros, são memória, são humus para poesia. Então, que passem muitos e muitos dias, da forma como passarem. Os dias que estamos vivendo são sempre melhores. Não há a memória do hoje. Seguiremos sempre assim, fazendo a poesia do que passou, a poesia do que virá, e ardendo no fogo do dia presente. E desejo que este fogo queime forte. A mim e a todos os que me são caros, como você, Poeta. Pois das nossas cinzas ergueremos versos. E ergueremos elos. E ambos não se quebrarão.

Um abraço

Glória disse...

Não sou mto recomendada p/ falar dessa época, sempre me deixa com um gosto amargo na boca, acho que isso só não acontecia qdo era pequena demais p/ refletir e via tdo cor de rosa, aí sim era um deslumbramento acalentado e alimentado pela imaginação fértil em fantasia da minha mãe; era tão bom que me recorda estes versos que agora não lembro de quem: "devagar tempo no seu vôo/Me faz criança só por esta noite!...Mas de qualquer modo não custa desejar que 2006 seja um ótimo ano p/ tdos, inclusive p/ vc, meu querido e sumido amigo!!! Beijo grande!!!!!!!

Theo G. Alves disse...

Celso, meu querido amigo, só posso dizer que queria ter escrito tuas palavras.

Um grande abraço!!!
sempre um desejo de dias melhores, muito melhores.

Theo G. Alves disse...

glória querida, também não sou dos mais devotados às festas de fim de ano. como vc, tenho boas lembranças. mas ultimamente os finas de ano não tem sido dos melhores...

mas enquanto ainda nos restam esperanças, estamos um tanto bem.

beijo bem grande e vamos resolver essa historia de sumiço.
apareça um dia por aqui. vamos nos ver.

Glória disse...

Já passei teu telefone p/ Fabiano. Beijo!!!!!

célia musilli disse...

Obrigada pela sua mensagem lá no meu blog e FELIZ ANO NOVO com sonhos realizados, os melhores. Até 2006, um beijo!

Moacy disse...

Theo: Que o ano de 2006 seja o melhor possível para você e paa os seus: criativo, instigante, maravilhoso. Enfim, que seja um grande ano. Abração.

Theo G. Alves disse...

Célia, um ótimo 2006 p vc também!!
beijo!

Theo G. Alves disse...

moacy, meu querido amigo,
o novo ano há de ser dos melhores para nós, que merecemos muito.

vamos torcer p que 2006 seja o ano do Seridó no mundo!

grande abraço!!!!

claudio boczon disse...

é ilson ailson, Theo!

saúde e sucesso em 2006!

Theo G. Alves disse...

Boczon, meu caro, saúde e sucesso pra gente!!!!

grande abraço! ótimo ano novo pra você!!