26.12.07

Peça: 41. Uma História de Natal

O menino estava morto. As mãozinhas suaves crispadas, os dedos macios duros como madeira. Não restava dúvida de que o menino estava morto. A cidade o ignorava e não havia estrelas sobre o céu feito todo de chumbo acinzentado na noite alta. Sem reis, sem presentes. Os gatos e cães de rua, enternecidos, o encontravam e o saudavam em silêncio e sem demoras. Não houve anunciação. E mesmo Herodes não havia. Havia apenas o menino morto, sem pai ou mãe, sem concepções divinas. Havia apenas o menino morto num beco asqueroso e, ao longe, os sinos de natal.

9.12.07

uma nota

Dia destes recebi um e-mail da Secretaria de Cultura do Paraná. Fiquei contente com a informação de que um conto meu, chamado Quando Chegou o Morto, fora agraciado com uma menção honrosa no Concurso de Contos Newton Sampaio.

Sei que coruja é quem gaba o próprio toco, mas essas coisas deixam a gente contente e eu queria compartilhar a alegria com os bons companheiros deste museu.

Publico aqui a lista com os vencedores e menções:

Primeiro lugar:
Autor: VERA IDELY AGUIAR CABRAL (SP)
Conto: ARENA

Segundo lugar:
Autor: PEDRO MALARD MONTEIRO (MG)
Conto: ANTI MAGALHÃES

Terceiro lugar:
Autor: JOÃO PAULO VAZ
Conto: O MAR E O VELHO (RJ)

Menção honrosa (sem ordem de classificação):

TÉRCIA MONTENEGRO (CE)

Conto: ASA NORTE, CAMINHO DO CÉU

Autor: WHISNER FRAGA (SP)

Conto: TRAVESSIA

Autor: LEONARDO MOTTA TAVARES (DF)

Conto: BILLIE

Autor: JOAILCE MARIA MONTE DE AZEVEDO WAISMAN (DF)

Conto: O REGRESSO

Autor: THEO G. ALVES (RN)

Conto: QUANDO CHEGOU O MORTO

Autor: PEDRO MALARD MONTEIRO (MG)

Conto: ATRASO DE VIDA

Autor: MARLENE CORREIA FERRAZ (PORTUGAL)

Conto: A SIMPLEZA DAS COISAS