13.4.06

Exposição: B. H. in Satin


Lady In Satin - Billie Holiday (1958)

Há dias em que se ouve música para se estar. Outros há em que se ouve para acompanhar as horas. Mas há dias em que se ouve a música porque ela é tudo o que nos resta, tudo o que somos.

Em dias como estes, como este, Billie Holiday vestida em cetim é mais que suficiente. É providencial. Ainda mais: é perfeita.

Lady in Satin foi gravado em 1958. Deveria ser ouvido pelo menos uma vez por dia de lá até aqui.

Tenho certeza de que nenhum coração humano pode ouvir canções como I Get Along Without You Very Well, Violets For Your Furs, But Beautiful, etc. sem estremecer a cada palavra que desliza pela garganta sagrada da Ms. Brown to me. Lady Day canta com a delicadeza de quem passa a lâmina gentil sobre seus pulsos: e você gosta. E quer mais, não recusa.

Faixas:

1. I'm A Fool To Want You
2. For Heaven's Sake
3. You Don't Know What Love Is
4. I Get Along Without You Very Well
5. For All We Know
6. Violets For Your Furs
7. You've Changed
8. It's Easy To Remember
9. But Beautiful
10. Glad To Be Unhappy
11. I'll Be Around
12. The End Of A Love Affair


But Beautiful
por Johnny Burke / James van Heusen

Love is funny or it’s sad
Or it’s quit or it’s mad
It’s a good thing or it’s bad

But beautiful
Beautiful to take a chance and if you fall, you fall
And I’m thinking I wouldn’t mind at all
Love is tearful or it’s gay
It’s a problem or it’s a play
It’s heartache either way

But beautiful
And I’m thinking if you were mine
I’d never let you go
And that would be
But beautiful
I know
Love is beautifull
I know


* Há ainda uma versão remasterizada deste disco com faixas bônus, de 1997.

Mais fotos no Museu de Tudo no multiply

32 comentários:

Mutatis Mutante disse...

Ah , Billie Holiday! Billie Holiday me lembra flor no cabelo , que me lembra Troubled Cure , que me lembra Gabi , que por sua vez me faz lembrar que continuo sozinho , que me faz lembrar que pra essas horas a melhor coisa é o disco do Damien Rice! Saudade das minhas boas lembranças... grande exposição , dr. Theo! Só ficou faltando mesmo uma foto dela com a famosa flor na cabeça... :D

Um abraço!

Theo G. Alves disse...

é, mut, meu velho...
billie holiday é mesmo foda: traz tanta coisa à tona, submerge tanta coisa...

tem algumas fotos a mais dela no multiply... mas nenhuma com a flor...

um abraço!!

Paulinho Patriota disse...

Somente teu texto de deslumbrandência para consolidar o cômpar divinal a "Lady Day",com sua voz molhada,dilacerante.

Nunca vou descurar do documentário "Lady sing the blues",visto na TVE (não recordo se o título é homônimo
à sua biografia,mas é quase certo que sim),em que a câmera focalizou,zoom dorido,no seu ataúde,o ríctus labial,semelhante a um desdém,de estremeção pela derradeiro segundo em que a heroína levou Eleonora Holiday de vencida...

Abraço pernambuquês,Grande Theo!

Theo G. Alves disse...

paulinho, meu caro,
este documentário infelizmente não vi. mas deve ter sido ótimo.
fico à espera de uma reprise.

the lady sings the blues.

um abraço!

Marco Santos disse...

Ah, Billie...Billie... Sempre que eu a ouço me imagino em um pé sujo americano, sentado numa mesa do fundo, tomando chá com limão gelado, com olhos e ouvidos sópara ela... Coisa fina, seu Théo, coisa fina...

Marco Santos disse...

E antes que eu me esqueça: uma ótima Páscoa para você, amigão!

Anne disse...

Théo,
...há dias em que se ouve a música porque ela é tudo o que nos resta...e na voz de lady Day então!
Uma belíssima exposição.
Bjo.

Theo G. Alves disse...

marco,
é tanta coisa que a gente imagina quando ouve a miss brown que a gente até ente em lugar de pensar...

que a páscoa seja otima a ti também, meu caro!!

um abraço!!

Theo G. Alves disse...

anne,
muitissimo obrigado...
estando exposta, agora resta ouvi-la...

beijo!!

célia musilli disse...

Oi, Theo, eu adoro a Billie, sabe..pra mim está na constelação das grandes divas da música. Outra que eu amo é Edith Piaf com sua voz rascante...tb acho que deveríamos ouvir certas canções e intérpretes todos os dias. Certa vez, me encantei com a Piaf e passei semanas ouvindo Je Ne Negrette Rien..linnda! E sei o que é passar a lâmina nos pulsos...rss mas como uma carícia perigosa...rs. beijos e Feliz Páscoa pra vc.com muiitos chocolates...

célia musilli disse...

FELIZ PÁSCOA, THEO, com tudo a que temos direito, coelhinhos, chocolates, amigos e amores.. um beijo e bom domingo.

Theo G. Alves disse...

célia,
também adoro piaf... e sarah vaughan, ella fitzgerald, virginia rodrigues, nana caymmi, katrina guinnen, cesaria evora... ah, quantas mulheres divinas...

que o domingo seja fabuloso também para você, que merece tanto...

beijo imenso. de chocolate.

Márcia disse...

eu ouvi esse cd ainda ontem: amo-o!

um beijo, theo. saudade de vc.

_Maga disse...

Não creio que conheça, mas estou absolutamente curiosa... vou procurar por aqui!!!

Música... como eu amo música. Não sei explicar só sei que música não é: ela transcende!

Um grande beijo e obrigada pela dica Theo!

Theo G. Alves disse...

márcia, o disco é mesmo uma maravilha, né?!

beijo de saudade também...

Theo G. Alves disse...

marcela querida,
reitero a dica: um discaço: merece mesmo ser ouvido...

quanto a transceder: ser já me parece um bocado transcedental...
:)

beijo!!

marcos pardim disse...

amanhecer de segunda-feira, revendo amigos virtuais, visitando museus imprescindíveis... há certos discos e certos cantores ou cantoras que devem ser mesmo ouvidos a vida toda. billie holiday, presumo, uma vida toda seja pouco. cum deus, velho.

camilo disse...

É, meu caro Theo, mas há dias em que é a música que ouve a gente.
Como você vai?
abraço meu.

adelaide amorim disse...

Maravilhosa Billy! Andava com saudade daqui, o tempo curtíssimo. Beijo grande, boa semana.

Liliane de Paula disse...

Theo li seu comentário em Bruno(Mut) e fiquei encantada com sua colocação nas crenças ou descrenças dele(minha total descrença)Vim conhecer seu museu. Gostei muito. Vc é do RN eu de PE.
Acho que vi o documentário com Billie Holiday. Muito bom.
Liliane

Theo G. Alves disse...

marcos, meu bom amigo,
sua presença sempre melhora este museu e tens toda a razão quanto a Mss. Brown...
um grande abraço!!


Camilo,
há mesmo desses dias: e como há!!
aqui vai tudo razoavelmente bem, na medida em que permite este tempo absurdo... espero que você esteja ótimo!
enorme abraço!!


Adade,
também sinto saudades. e a mulher é mesmo incrível!!
um beijo enorme!!


Iliane,
quem chega aqui atraves dos caminhos do MUt chega sempre bem e muito bem vindo!! fico feliz em te ver por aqui e espero que este encontro se repita.
um abraço potiguar!!

Marilena disse...

que gostoso entrar neste museu depois de um dia inteiro de muito trabalho, audiências e processos, que bom ter esta peça para ser visitada e ao som de
Billie Holiday ... beijos...

Theo G. Alves disse...

marilena,
para dias dificeis mss brown é parte da receita: se tiver uma lua ou um abajur, já é a outra metade do caminho andada...
beijo grande!!!

Denis disse...

Pôxa... a 'Billie'!!! com ou sem gardênia é impossível não se emocionar com ela. Este disco em especial, gravado em 1958, um ano antes de sua morte, é daquelas obras que nunca se esquece e sempre se volta até ela. É evidente que sua voz não é a mesma que a fez conhecida; já gasta pelos 'abusos', 'Billie' também enveredava fortemente no blues e nos muitos arranjos de orquestra.
Bom, chega de papo... deixo aqui o link do disco, daquela edição de 97 com os bônus (ouve-se ela discutindo com o maestro, interrompendo a canção... sublime!). Não é difícil. Abre-se o 'Rapidshare', tecla em 'free' e aguarda 60 segundos... depois aparece um código e vc digita e salva. Na sequência vai descompactar o arquivo com o 'winrar'. Boa sorte e ótimo proveito.
http://rapidshare.de/files/18522361/billie_holliday_-_lady_in_satin.rar.html984848437

cheiros...

Theo G. Alves disse...

Denis, mon cher,
que bom tê-lo por aqui: tua palavra sempre vale muito!

quanto aos downloads, como não te encontrei mais, acabei por não dizer: consegui baixar alguns discos. O Lady in Satin eu já tinha, com bônus e tudo, mas consegui umas pérolas por lá. Creio que naquele dia não apareciam os relógios porque eu estava usando um acelerador, que só é permitido para contas premium... tecnologices. importa mesmo é que já baixei uns disquinhos biscoito fino...
beijo bem grande, querido!!

célia musilli disse...

onde anda vc??? rss um beijo.

Claudinha disse...

Olá Théo!

Esta voz eu conheço desde a mais tenra idade, visto meu pai ser um amante da música, principalmente o espiritual negro, como ele chama. Gosto do estilo,um bom feriado para você!

Marco Santos disse...

Hoje coloquei um CD da Billie Holiday e me lembrei deste seu post. Bom feriado e um ótimo final de semana.

Theo G. Alves disse...

claudinha,
que sorte a sua ouvir a B.H. desde criança. eu conheci tem algum tempo: uns 10 anos, talvez menos, eu devia ter uns 15, 16...
de lá pra cá, ouvi-la é quase religioso.

beijo grande e um otimo fim de semana!!


Marco,
que bela lembrança, meu caro! fico contente, contentíssimo!!
um grande abraço, um otimo feriadão!!

Claudinha disse...

Theo, voltei para contar que hoje cantarei no BCI e o tema é Elba Ramalho. Vou fazer uma humilde homenagem com uma das músicas que vou cantar "Você se lembra?", de Geraldo Azevedo, para os meus amigos nordestinos, incluindo você.
Um ótimo final de semana! (Não precisa publicar este)

Theo G. Alves disse...

claudinha,
preferi publicar este porque queria te agradecer aqui pela lembrança... e claro que "me lembro" :) adoro essa música.
boa música, boa apresetnação e obrigadíssimo!!
beijo!!

Aninha disse...

Sobre ela? Ignorância pura da minha parte... Pode me iniciar nessa cultura? Eu agradeço.
Sobre você? Conhecimento o suficiente pra dizer que você é uma raridade. ;]
Beijo de quem o quer bem demais!