29.5.11

- e o tempo?
- há o tempo?
- para sempre/nunca.

quem haveria de notar que este estava morto?

Um comentário:

Claudinha ੴ disse...

Olá Théo! O tempo às vezes dá um tempo, mas sempre é tempo de ter tempo e aparecer... Adorei que tenha aparecido para ver o Museu! Um beijo!