15.1.10

Pequenitudes

Já há algum tempo escrevo para o divertido pequenitudes. Aqui estão algumas dos últimos que deixei por lá.


ensinamentos básicos para uma vida comum. ii lição: comunicação é essencial

os meninos correram para apanhar a bola que veio cair em seu gramado.
abriu a janela e gritou:
- tirem essa porra daí, antes que eu dê uma surra em vocês, no seu pai e na fuleira da sua mãe.
os meninos fugiram aterrorizados.
virou-se para mim dizendo:
- gosto de resolver as coisas no diálogo, na conversa.

-----------------------------------------------------------------------------------------
ensinamentos básicos para uma vida comum. i lição.

depois de anos, nos encontramos novamente, rapidamente, casualmente. muitos advérbios para um encontro tão breve.sorriu para mim. disse que nada havia mudado em todos estes anos e que era exatamente a mesma pessoa que eu conhecera tempos atrás.
deu-me um abraço, que gentilmente retribui.
fingi atraso, apressei-me em sair. não se deve confiar em quem é sempre o mesmo. a constância é um sinal de perigo.

-----------------------------------------------------------------------------------------
resoluções de ano novo

- que horas são agora?
- é tarde.
- e o que faremos?
- escreveremos outra lista de resoluções de ano novo com tudo o que não conseguimos cumprir da última.
- então vou fazer uma xerox da minha.

-----------------------------------------------------------------------------------------

presépio (ou um conto de natal)

faltava apenas uma peça para completar o presépio montado à perfeição. revirou as caixas, olhou sob os móveis, mas não estava lá. perguntou ao marido:
- você viu o menino jesus?
- estava na rua jogando bola com os outros garotos.
- quando ele voltar, diga-lhe que tome um banho, jante e venha deitar-se no centro do presépio, ela disse.
o marido meneou positivamente e sentou-se para ler o jornal enquanto o menino não voltava.

7 comentários:

Iara na Janela disse...

ah suas pequenitudes...
adoro, rapaz!

beijão!

Theo G. Alves disse...

iara,
adoro sua gentileza.
saudades de voces.

e aí, quando será o dia da culinária coletiva??

beijo!

célia musilli disse...

Theo, adorei os ensinamentos, nunca é demais recaptular...um beijo e bom domingo!

Theo G. Alves disse...

célia,
obrigado! e que saudades!

beijo e bons dias!!

O Marquês de Pindorama disse...

posta mais :D

Mara faturi disse...

Ainda estou pensando nas pessoas "constantes";)
muito bom!!!!
Abraço!

Marco disse...

Ah, Theo... Que delícia estas histórias! Gostei de todas, especialmente da primeira, que me provocou boas gargalhadas.
Voc~e continua afiadíssimo com as palavras.
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.