5.5.09

Peça: 51. O Avesso das Coisas

o corpo íntimo das coisas
compõe seus
avessos:
XXXXXcomo o ventre mineral
de uma pedra
XXXXXcomo a musculatura em farrapos
de uma porta.

o avesso das coisas
é a natureza
de suas verdades -
XXXXXcomo as raízes frágeis
de uma nuvem
XXXXXcomo os ossos rijos
de uma parede.

XXXXXo útero
XXXXXos músculos
XXXXXintestinos
XXXXXe ossos
das coisas expostos
constroem seus avessos:
XXXXXcomo as nuvens
do ventre de um cão
XXXXXcomo o concreto
do ventre de uma casa.

10 comentários:

Mariana Botelho disse...

ótimo isso!

Theo G. Alves disse...

grato, mariana. muitíssimo.

Valéria disse...

gostei muito do que vc escreve.
um abraço

Theo G. Alves disse...

valéria,
fico grato, sinceramente.
sinta-se em casa. volte quando desejar.

abraço!!

marcos pardim disse...

condicionadamente avesso a qualquer coisa que não seja o avesso das coisas... 1 abraço

Theo G. Alves disse...

pardim, meu caro,
creio que nem saberíamos olhar para o que não é o avesso. graças a deus!
grande abraço!

douglas D. disse...

poema-porrada!! belíssimo!!

Theo G. Alves disse...

Douglas,
agradeço muitíssimo!

abraço!

Mara faturi disse...

ADOREI!!
Anatomia perfeita dos avessos; belas imagens, cruas!

Theo G. Alves disse...

Mara,
muito obrigado... as imagens são minhas, mas você é quem melhor as enxerga.
abraço!